Shows

Programação de shows para os dias 08 a 14 de setembro

- Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)
Lenda do rock: na segunda (10), o grupo alemão Scorpions faz show da turnê Final Sting Tour 2012, no Chevrolet Hall ANA COSTA.

Desde 2006, a cantora vem chamando atenção no cenário sambista nacional. Também compositora e violinista, ganhou o 5º Prêmio Rival Petrobras de Música, na categoria revelação. Seu trabalho foi recentemente apresentado aqui no mesmo Gamboa. Com o sucesso, a casa resolveu repetir a dose. O grupo mineiro Tradição participa da apresentação. Antes, quem sobe ao palco é a banda Oi de Gato. 18 anos. Gamboa (400 pessoas). Rua Sergipe, 1236, Savassi, ☎ 3282-2997. → ④ Sexta (14), a partir de 21h. R$ 15,00 (mulheres) e R$ 25,00 (homens). Cc: todos. Cd: todos. www.gamboabh.com.br.

ARENA POP. Axé, pagode, sertanejo e uma leve pitada de samba compõem o evento, que tem duração de dois dias. As atrações do primeiro são João Neto e Frederico, Tuca Fernandes e o grupo Revelação. No dia seguinte, é a vez de Sorriso Maroto, Banda Eva e Bom Gosto. O espaço dividido em pista, camarote simples e camarote open bar promete conforto ao público presente. 16 anos. Arena Expominas (6 000 pessoas). Avenida Amazonas, 6030, Gameleira, ☎ 3284-7447. Sábado (15) e domingo (16), a partir das 16h. R$ 120,00 a R$ 400,00. Ingressos à venda no stand do Folia (piso GG do Shopping Cidade) ou no site www.blueticket.com.br.

ASSANHADO. Formado por André Milagres (violão de sete cordas), Rodrigo Heringer (bateria e percussão), Lucas Ladeia (cavaco) e Samuel Passos (contrabaixo), o grupo propõe experimentações que envolvem o choro por meio do uso de bateria. Com releituras de obras que sedimentaram a história do gênero, a banda objetiva fazer o que eles chamam de "choro de bolso": uma formação enxuta com arranjos intimistas. A apresentação faz parte do projeto Pizindin - Choro no Palco. Livre. Conservatório UFMG (220 pessoas). Avenida Afonso Pena, 1534, Centro, ☎ 3409-8347. → Segunda (10), 20h. R$ 12,00. www.ufmg.br/conservatorio.

BILORA. O músico, violeiro e compositor Valmir Ribeiro de Carvalho, mais conhecido como Bilora, lança o disco Balanciô, o quarto de sua carreira. O álbum remete ao gingado e à dança e foi concebido com elementos da cultura popular brasileira, especialmente a regional. O trabalho contou também com participações de artistas e da comunidade do Vale do Mucuri e de índios Maxakali. 18 anos. Teatro José Aparecido de Oliveira - Biblioteca Luíz de Bessa (220 lugares). Praça da Liberdade, 21, Funcionários, ☎ 3269-1166. Quinta (13), 20h30. R$ 20,00. Bilheteria: abre uma hora antes do espetáculo.

CIDADE ELETRONIKA. O centro da cidade demonstra cada vez mais sua ebulição cultural. A prova mais recente desse movimento tem sido a ocupação que DJs vêm fazendo na região da Rua Aarão Reis, próximo ao Viaduto Santa Tereza. O evento do Grupo Pura completou um ano, cresceu e agora foi incorporado pela produtora Malab, que o incluiu no repertório do Cidade Eletronika. A programação foi mais generosa na parte de seminários, workshops e mostras. A parte efetivamente musical acontece somente no último dia do evento, quando o espaço será ocupado por excelente escalação de DJs a partir das 14h. O canadense Kid Koala é o primeiro deles. Sua reconhecida técnica permite reproduzir em sua performance instrumentos musicais a partir do vinil. A dupla Marky + Patife é certeza de música de primeira e pista incendiada. Os mineiros Nedu Lopes e Psilosamples completam a lista. Livre. Até este domingo (9). Vários endereços. Grátis. A programação completa consta no site www.festivaleletronika.com.br.

ELIANA SABINO. A sambista carioca é radicada em Belo Horizonte e se apresenta ao lado de Noca da Portela. Sua tese é a sonoridade do samba feito em Minas Gerias foi uma das que serviu de inspiração ao samba carioca. O show A Influência do Samba Mineiro no Samba Carioca conta ainda com Fabinho do Terreiro, Ronaldo Coisa Nossa e com o grupo de dança Aruanda. 10 anos. Teatro Sesiminas (600 lugares). Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia, ☎ 3241-7181. Quinta (13), 21h. R$ 20,00 (antecipados), R$ 50,00 (na portaria). Bilheteria: 13h/19h todos os dias. IR.

FESTIVAL MAMUTE. Em sua segunda edição, o festival é parte do calendário do Circuito Mineiro de Festivais Independentes. Em três dias de duração, a proposta é reunir 13 shows, 5 oficinas, exposições fotográficas e literárias, performances teatrais e instalações. Macaco Bong e Rapadura (CE) são algumas das bandas participantes. Livre. Iate Clube de Lagoa Santa. Avenida Getúlio Vargas, s/nº, orla da Lagoa, Lagoa Santa, ☎ 9274-9908. De sexta (14) a domingo (16), a partir das 20h. Grátis. www.circuitomineiro.org/festivalmamute

JOÃO BOSCO. O mineiro radicado no Rio de Janeiro faz nova apresentação do projeto Sinfônica Pop. Com ele, participa a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais, sob a regência do maestro Roberto Tibiriçá. Na primeira parte, o palco é ocupado somente pelos músicos da orquestra, que vão executar a peça Romeu e Julieta, de Tchaikovsky. Em seguida surge João Bosco. Juntos, desfilam clássicos do compositor e de outros figurões, entre eles Chico Buarque. 8 anos. Grande Teatro do Palácio das Artes (1 705 pessoas). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Nesta sexta (7), 20h30. R$ 40,00. Bilheteria: 10h/21h (seg. a sáb.); 14h/20h no domingo. Cc: M e V. Cd: M e V. IC. www.fcs.mg.gov.br.

LÚDICA MÚSICA. Nome expressivo da música mineira, o grupo acaba de lançar o disco Mundo-Ludo, que conta com participações de Milton Nascimento, André Abujamra, Emmerson Nogueira e Marcinho Itaboray. Com mais de duas décadas de carreira, os músicos trabalham tanto em versões de canções consagradas quanto em repertório autoral. 18 anos. Mercado Mundo Mico. Rua Dona Maria da Glória, s/nº, Macacos, ☎ 3547-7413/8855-7414. Neste sábado (8), 22h. R$ 15,00.

MARCELO JENECI. O paulistano recebeu o prêmio de melhor música do ano de 2011 no VMB e ganhou destaque na novela da Rede Globo Aquele Beijo, com a música Felicidade. Apesar de ter lançado apenas um disco, o cantor já assinou canções de Chico César, Vanessa da Mata e Arnaldo Antunes. O delicioso folk do artista combina bons arranjos com sua bela voz e inspiradas composições. A noite conta com discotecagem do DJ Jjbz, que acontece antes do show. 18 anos. Granfinos (850 pessoas). Avenida Brasil, 326, Santa Efigênia, ☎ 3241-1482. Sexta (14), 22h. R$ 30,00 a R$ 40,00. Cd: M e V. www.granfinos.com.br.

MILTON NASCIMENTO E MARIZA. O celebrado cantor brasileiro une-se à cantora portuguesa para fazerem show que integra as comemorações do Ano de Portugal no Brasil. Nascida em Moçambique e crescida em Portugal, a cantora Mariza tornou-se referência no fado desde 2001, quando lançou seu primeiro disco, chamado Fado em Mim. Desde então, já se apresentou em vários países. A dupla interpreta canções que marcaram a carreira de Milton. Faca Amolada, Clube da Esquina 2 e Travessia são algumas das músicas que serão executadas pela fadista. Livre. Grande Teatro do Palácio das Artes (1 705 pessoas). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Neste domingo (9), 19h. R$ 100,00. Bilheteria: 10h/21h (seg. a sáb); 14h/20h no domingo. Cc: M e V. Cd: M e V. IC. www.fcs.mg.gov.br.

NOITE BRANCA. Vinte mil pessoas são aguardadas no evento, promovido pela primeira vez na cidade. Artistas de vários segmentos se apresentam no Parque Municipal. O braço musical é composto de 13 atrações. A mais esperada é Arnaldo Baptista, ex-líder do grupo Os Mutantes. Também participam Constantina, Dibigode, Iconili, Juliana Perdigão, Todos os Caetanos do Mundo, entre outros. O diferencial do evento, além de ser gratuito, é acontecer noite adentro. Livre. Parque Municipal Américo Renê Giannetti (20 000 pessoas). Avenida Afonso Pena, 1377, Centro, ☎ 3236-7400. De 18h de sexta (14) às 6h de sábado (15). Grátis. www.noitebrancamg.com.br.

NÓS & VOZ. Formado pelos cantores Ernani Maletta, Márcio Sant'Ana, Gláucia Quites, Valéria Braga, Maurílio Rocha e Matheus Braga, o grupo apresenta o show Saudações. No repertório, promete extrair releituras surpreendentes de canções conhecidas. Passeiam pelas melodias de Dorival Caymmi, Chico Buarque, Edu Lobo, Caetano Veloso, Roberto Carlos, e contam com a participação especial do percussionista Serginho Silva. Livre. Museu de Artes e Ofícios (300 pessoas). Praça Rui Barbosa (Praça da Estação), s/ nº, Centro, ☎ 3248-8600. Terça (11), 19h30. Grátis. www.mao.org.br.

ORQUESTRA BRASILEIRA DE MÚSICA JAMAICANA. Funcionou muito bem a curiosa proposta do grupo de fazer releituras de famosas canções brasileiras com influências de sonoridades jamaicanas. Nessa mistura de ritmos já entraram canções como Águas de Março, O Guarani e Garota de Ipanema. Apresentam-se ainda a banda mineira Pequena Morte e os DJs do movimento urbano Roodboss Soundsystem. Granfinos (850 pessoas). Avenida Brasil, 326, Santa Efigênia, ☎ 3241-1482. Sábado (15), 22h. R$ 30,00 a R$ 40,00. Cd: M e V. www.granfinos.com.br.

PAULA SANTORO. A mineira radicada há anos no Rio de Janeiro lança seu quinto disco, intitulado Mar do Meu Mundo. O nome deve-se às canções que o integram, que falam de temas sobre o mar. A artista vem acompanhada pelos músicos Rafael Vernet (piano), Guto Wirtti (contrabaixo) e Kiko Freitas (bateria). Marco Lobo (percussão) e Maurício Tizumba (tambor de congado) fazem participações especiais. Paula ganhou mais visibilidade após conquistar o terceiro lugar no Prêmio V Visa de Música. Desde então já teve quatro álbuns lançados. No programa também aparecem composições próprias e releituras de Ivan Lins, Chico Amaral e Antônio Loureiro. Livre. Teatro Alterosa (302 lugares). Avenida Assis Chateaubriand, 499, Floresta. ☎ 3237-6611. Quarta (12), 20h. R$ 20,00. Bilheteria: 12h/19h30 (ter. a dom.). www.boranda.com.br/paulasantoro.

ROBERTA CAMPOS E FERNANDA TAKAI. A proposta é reunir jovens talentos com artistas consagrados. Roberta Campos começou sua carreira postando vídeos na internet. Acabou chamando a atenção de figuras como Marcelo Camelo, Paulinho Moska e Leoni. No palco, as cantoras irão interpretar sucessos como De Janeiro a Janeiro e Mundo Inteiro, que fazem parte do repertório do novo álbum de Roberta Campos chamado Diário de um Dia. Canções do Pato Fu também serão interpretadas por ambas. 18 anos. Alfândega Bar (180 lugares). Rua Viçosa, 250, São Pedro, ☎ 3223-1987. Quinta (13), 22h. R$ 20,00. Cc: M e V. Cd: M e V. www.alfandegabar.com.br.

SCORPIONS. O veterano grupo de rock exibe números de causar inveja a qualquer banda: são 100 milhões de discos vendidos ao redor do planeta em mais de quarenta anos de carreira. Formada na Alemanha, a trupe emplacou vários sucessos do gênero, como as canções No Pain, No Gain, Wind of Change, Still Loving You e Rock You Like a Hurricane. Eles dizem que esta turnê é a despedida do quinteto, daí o nome Final Sting Tour 2012. O trabalho mais recente foi lançado no fim do ano passado: trata-se do álbum Comeblack, 18º título de estúdio, composto de regravações de seus próprios clássicos e covers de canções do rock dos anos 60 e 70. 16 anos. Chevrolet Hall (5 500 lugares). Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi, ☎ 3209-8989. Segunda (10), 21h; R$ 200,00 a R$ 260,00. Bilheteria: 12h/20h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom. e feriados). Cc: todos. Cd: V e M. TF. www.chevrolethallbh.com.br.

SETEMBRO NEGRO. O festival acontece anualmente por aqui e em São Paulo, sempre trazendo importantes nomes do heavy metal. Em dez edições, mais de vinte grupos, nacionais e internacionais, passaram pelo evento. Desta vez, as bandas participantes são Gorgoroth (Noruega), Autopsy (EUA) e Keep of Kalessin (Noruega). 18 anos. Music Hall (1 500 lugares). Avenida do Contorno, 3239, Santa Efigênia, ☎ 3222-6283 e 3224-0493. Nesta sexta (7), 21h. R$ 80,00 a R$ 100,00. Ingressos à venda nas lojas Cogumelo (Avenida Augusto de Lima, 555, loja 32, Centro) e Patti Songs (Galeria Praça Sete, loja 52, Centro) ou no site www.ticketbrasil.com.br.

SHIRLEY KING. Leia em Veja BH Recomenda. Livre. Grande Teatro do Sesc Palladium (1 321 lugares). Avenida Augusto de Lima, 420, Centro, ☎ 3214-5350. Terça (11), 21h. R$ 80,00 a R$ 100,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a dom.). Cc: V e M. Cd: V e M. IC. www.sescmg.com.br.

VANESSA DA MATA. Entre as cantoras que também fazem composições, ela é uma das melhores. A cada álbum que lança é certo que boas músicas virão. O mais recente deles, o disco Bicicletas, Bolos e Outras Alegrias, não foi diferente. O trabalho é repleto de boas canções que conseguem falar de amor de uma forma inteligente, algo um tanto incomum na música brasileira atual. Além dele, o repertório desse show conta com os indispensáveis sucessos da cantora, como Amado e Não Me Deixe Só. Acompanham a artistas os músicos Gustavo Ruiz (guitarra), Donatinho (teclados), Stephane San Juan (bateria), Maurício Pacheco (guitarra) e Kassin (baixo), que assina também a direção musical do show. 16 anos. Chevrolet Hall (5 500 lugares). Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi, ☎ 3209-8989. Sábado (15), 23h; R$ 70,00 a R$ 90,00. Bilheteria: 12h/20h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom. e feriados). Cc: todos. Cd: V e M. TF. www.chevrolethallbh.com.br.

Mesmo encolhido, Tudo É Jazz é boa opção

Acostumada a eventos durante todo o ano, Ouro Preto recebe a 11ª edição do Tudo É Jazz. Na sexta (14) e no sábado (15), as ladeiras da cidade histórica servem de palco para os artistas com timbre que dialoga com o ritmo americano. O evento já foi apontado como o melhor da América Latina, mas neste ano não ostenta o mesmo brilho de antes. Apesar dos tropeços, a organização conseguiu trazer nomes consagrados e novos talentos do gênero. A aposta da vez é a instrumentista catalã Andrea Motis, de apenas 16 anos. No sábado ela toca junto do conterrâneo Joan Chamorro (foto). Um dia antes, Cida Moreira e Thiago Petit dividem o palco; a clarinetista Anat Cohen aparece com Romero Lumbabo (Israel); e João Bosco chega com sua filha, Julia Bosco.

O gaitista francês Charles Pasi é outra atração internacional. Intervenções musicais serão executadas nas ruelas da cidade pelos saxofonistas nova-iorquinos Jesse Scheinin e Eddie Barbash. Os shows principais serão no Centro de Artes e Convenções da Ufop, com ingressos a R$ 30,00. Clique aqui para conferir a programação completa do festival.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE