Shows

Shows: Programação de shows para os dias 17 a 23 de novembro

Por: Rafael Rocha - Atualizado em

Studio Nam
(Foto: Redação VejaBH)

Voz feminina: respeitada na cena de hip-hop, a rapper Lurdez da Luz se apresenta no Granfinos na sexta (23)

ALINE CALIXTO. Nos últimos tempos ela vem construindo uma carreira com desdobramentos em outros estados. Seu repertório é composto de sambas tradicionais e contemporâneos. Aline é considerada uma aposta no meio sambista. Neste ano chegou a ser indicada a melhor cantora de samba na 23ª edição do Prêmio da Música Brasileira. Teve a música Flor Morena incluída na trilha da novela Fina Estampa, da Rede Globo. Durante o show ela recebe convidados, os músicos Warley Henrique, Gustavo Maguá, Dona Jandira, Cubanito e os DJs Anônimo e Yuga. 18 anos. Granfinos (800 pessoas). Avenida Brasil, 326, Santa Efigênia, ☎ 3241-1482. Sábado (24), 22h. R$ 30,00. Cd: M e V. Bilheteria: 14h às 19h (seg. a sex.). Lista amiga no site www.granfinos.com.br

ARLINDO CRUZ. Gravado em junho deste ano na Praça XI, reduto do samba carioca, o DVD Batuques do Meu Lugar será lançado por aqui neste show. Conhecido por seu domínio no dedilhar de banjo e cavaquinho, o cantor e compositor apresenta o trabalho que passeia pelo carimbó, maracatu e afoxé, mas tem no samba seu pilar principal. A celebração de orixás e entidades religiosas é sempre presente. A mineira Aline Calixto faz participação especial. Chevrolet Hall (5 500 lugares). Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi, ☎ 3209-8989. Neste sábado (17), 22h. R$ 60,00 (pista/arquibancada) a R$ 560,00 (mesa com quatro lugares). Bilheteria: 12h/20h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom. e feriados). Cc: todos. Cd: M e V. TF. www.chevrolethallbh.com.br.

BH MUSIC STATION. As últimas atrações do festival que ocupa as estações do metrô da capital dão as caras. Neste sábado (17) é a vez de Cachorro Grande (Estação Santa Inês), Falcatrua (Estação Minas Shopping), Felipe Cordeiro (Estação Vilarinho) e Alceu Valença (também na Vilarinho). No próximo sábado (24) o evento chega ao fim com shows de Ibrahim Ferrer Junior (Estação Santa Inês), Constantina (Estação Minas Shopping), Bixiga 70 (Estação Vilarinho) e Otto (idem). Entrada obrigatória pela Estação Central. 18 anos. Praça da Estação. Praça Rui Barbosa, s/ nº, Centro, ☎ 4003-5588. Neste sábado (17), 23h30, e também no dia e 24. R$ 100,00 (um dia) a R$ 240,00 (passaporte). Ingressos à venda na bilheteria do Chevrolet Hall (Avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi). TF.

BLACK LABEL SOCIETY. Zakk Wylde foi o guitarrista de Ozzy Osbourne por quase quinze anos. Hoje é considerado um dos grandes nomes do instrumento. Em meados dos anos 90 ele montou sua própria banda, que se apresenta em Belo Horizonte pela primeira vez. Junto de Nick Catanese (guitarra), John DeServio (baixo) e Chad Szeliga (bateria), trazem o show com repertório centrado no mais recente disco, The Song Remains Not the Same, lançado em 2011. Clássicos indispensáveis também entram, como Overload, Funeral Bell e Still Born. 16 anos. Music Hall (1 500 lugares). Avenida do Contorno, 3239, Santa Efigênia, ☎ 3271-7237. Quarta (21), 21h30. R$ 200,00 a R$ 300,00. Ingressos à venda somente em dinheiro nas lojas Cogumelo (Avenida Augusto de Lima, 555, loja 32, Centro) e Patti Songs (Rua Rio de Janeiro, 630, galeria Praça Sete, loja 52, Centro), ou no site www.ticketbrasil.com.br

CADU ANDRADE. O cantor, compositor e instrumentista fez turnê na Europa neste ano. Agora apresenta músicas inéditas e relembra canções de seus CDs Holofotes e Não me Acendo Só. O pianista carioca Victor Huggo também participa da apresentação. 18 anos. Sala Juvenal Dias — Palácio das Artes (176 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Sexta (23), 21h. R$ 20,00. www.fcs.mg.gov.br

CANTADORES. Dois baianos, um paraibano e um mineiro se reúnem no intuito de apresentar canções da cultura trovadoresca brasileira. Cantigas nordestinas clássicas servem de condução para representar a poesia sertaneja. No palco, os músicos Chico César, Saulo Laranjeira, Xangai e Elomar Figueira vão interpretar as canções Serra da Boa Esperança, de Lamartine Babo, Romaria, de Renato Teixeira, O Violeiro, de Elomar, entre outras tantas. Livre. Grande Teatro Sesc Palladium (1 321 lugares). Avenida Augusto de Lima, 420, Centro, ☎ 3214-5355. Neste sábado (17), 21h. R$ 80,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a dom.). Cc: V e M. Cd: V e M. IC. www.sescmg.com.br.

ELISA PARAÍSO. O projeto Café com Música promove o encontro entre Elisa e o violonista Thiago Nunnes. No programa constam obras de seus dois álbuns. Da Maior Importância é um trabalho que promove convivência saudável entre a música brasileira e o jazz, abusando de improvisações. Já o disco O Nordeste da Lua, gravado em homenagem a Luiz Gonzaga, debruça-se sobre baião, samba-choro e maracatu. Livre. Café do Palácio das Artes. Avenida Afonso Pena 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Quarta (21), 19h30. Grátis. www.fcs.mg.gov.br.

JOÃO BOSCO E VINÍCIUS. A dupla sertaneja é a convidada especial para a festa de comemoração de nove anos do Mix Garden. Gravaram a música Chora, Me Liga, a canção nacional mais executada em 2009. Rick e Ricardo também participam do evento. A noite tem esquema open bar. 18 anos. Mix Garden (3 000 pessoas). Rua Projetada, 65, Jardim Canadá, ☎ 3281-5791. Sexta (23), 22h. R$ 80,00 (mulheres) e R$ 110,00 (homens). Ingressos à venda na loja Central dos Eventos (Rua Fernandes Tourinho, 470, loja 12, Savassi). www.centraldoseventos.com.br. Cc: todos. Cd: todos.

LAURA LOPES. A cantora mineira lança seu primeiro álbum, chamado Abaporu, em dois shows no mesmo dia. O disco encontra-se disponível para download em seu website (www.lauralopes.art.br). Onze canções concebidas por conceituados conterrâneos compõem o disco. O belo-horizontino Thiakov (Thiago Mundim) e o violonista português João Pires são os diretores musicais do trabalho. No Rio de Janeiro, onde morou durante um tempo, a cantora foi finalista do concurso Novos Bambas do Velho Samba, em novembro de 2009. Na mesma cidade participou da mostra Novos Talentos da Música. Livre. MAP - Museu de Arte da Pampulha (400 lugares). Avenida Doutor Otacílio Negrão de Lima, 16585, Pampulha, ☎ 3277-7996. Sábado (24), às 19h e 21h. R$ 30,00. Ingressos à venda nas lojas Livraria Quixote (Rua Fernandes Tourinho 274, Savassi), Livraria Mineiriana (Rua Paraíba 1410, Savassi), DUB (Rua da Bahia, 11 48, sobreloja 5, Edifício Malleta) e Balaio de Gato (Rua Piauí, 1053, Funcionários).

LURDEZ DA LUZ. Um dos principais nomes femininos na cena rapper brasileira. Seu rosto ficou conhecido durante o período em que integrou o grupo Mamelo Sound System. Em 2010 lançou seu primeiro álbum-solo. Já foi indicada ao Prêmio VMB da MTV Brasil nas categorias de Melhor Artista de Rap e Melhor Videoclipe. 18 anos. Granfinos (800 pessoas). Avenida Brasil, 326, Santa Efigênia, ☎ 3241-1482. Sexta (23), 22h. R$ 30,00. Cd: M e V. Bilheteria: 14h às 19h (seg. a sex.). Lista amiga no site www.granfinos.com.br

NATHY FARIA. Apesar de bem jovem, a cantora mineira demonstra personalidade e já comemora dez anos de carreira. Ex-vocalista da banda Bala Black, ela lançou seu primeiro disco-solo na internet no início deste ano. Intitulado Saindo do Lugar, o trabalho é composto por dez canções, todas de sua autoria. Mistura MPB, hip-hop e música eletrônica. Acompanham a cantora os músicos Renato Leal (DJ), Rafael Eloi (baixo), Marcílio Rosa (guitarra e violão) e Flávio Garcia (bateria). Livre. Sesc Palladium — Sala Júlio Mackenzie (82 lugares). Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ☎ 3214-5355. Sexta (23), 20h. Grátis. Retirada de ingressos uma hora antes do show. www.sescmg.com.br.

MARIA BRAGANÇA. A elogiada saxofonista mineira divide o palco com outros dois artistas de qualidade, a pianista carioca Maria Teresa Madeira e o baterista Márcio Bahia. A promoção é do projeto Encontros, do Conservatório da UFMG. O repertório divide-se entre o clássico e o popular. Entram os temas, Sonata em Sol Menor, de Bach, Valsa Triste, de Radamés Gnatalli, e Oblivion, do argentino Astor Piazzola, além de outras músicas do repertório brasileiro. Da safra mineira atual participam do show o guitarrista Samy Erick e o baixista Chacal. Livre. Conservatório UFMG (220 lugares). Avenida Afonso Pena, 1534, Centro, ☎ 3409-8300. Sábado (24), 20h. R$ 12,00. www.ufmg.br/conservatorio.

MARISA MONTE. Leia em Veja BH Recomenda. 14 anos. Grande Teatro do Palácio das Artes (1 705 pessoas). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Quinta (22) a sábado (24), 21h; domingo (25), 20h. R$ 220,00 a R$ 280,00. Bilheteria: 10h/21h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom. e feriados). Ingressos também podem ser adquiridos nos quiosques Americanas.com Blockbuster. Cc: V e M. Cd: V e M. IC. www.fcs.mg.gov.br.

RÁDIOMUNDI. O projeto Conexão Vivo no Inimá apresenta o grupo baiano que lança EP composto por seis faixas que transitam pelas tendências do afrobeat, dub jamaicano, samba, hip-hop e MPB. Integram a banda os músicos Mangaio (programações e samplers), Mamá Soares (percussão), Marcelo Santana (baixo), Vince de Mira (voz e efeitos), Jorge Dub Man (bateria) e Junix (guitarra). Livre. Museu Inimá de Paula (Rua da Bahia, 1201, Centro, ☎ 3213-4320. Terça (20), 20h. R$ 10,00. www.museuinimadepaula.org.br.

RAIMUNDOS. Sucesso nos anos 90, o conjunto fez fama e atraiu horda de fãs pelas letras bem-humoradas e provocativas. Com a saída do vocalista Rodolfo Arantes a popularidade do grupo nunca mais foi a mesma. O grupo tem dez discos lançados desde 1994, o mais recente deles com a participação do Ultraje a Rigor. No show da nova turnê Lavô Tá Novo entram no repertório antigas canções como I Saw You Saying, A Mais Pedida, Selim, Eu Quero Ver o Oco, além de composições mais atuais. 18 anos. Clube Chalezinho (1 200 lugares). Avenida Mário Werneck, 530, Buritis, ☎ 2514-1531. Sexta (23), 22h. R$ 30,00 a R$ 50,00. Ingressos à venda nas lojas Chilli Beans (Pátio Savassi, DiamondMall e BH Shopping) e Central de Eventos (Rua Fernandes Tourinho, 470, loja 12). Cc: todos. Cd: todos.

TAMBOR MINEIRO. Usando como gancho o Dia Nacional da Consciência Negra, o grupo apresenta seu espetáculo Tambores da Liberdade, repleto de ritmos africanos graças ao uso de caixas de congado, patangomes e gungas, que se misturam a violão, cavaquinho, e metais. A trupe é composta de dez integrantes e nasceu a partir de uma oficina promovida por Mauricio Tizumba. O repertório contempla cantigas da tradição do congado, canções de músicos mineiros, além de releituras de nomes tarimbados da MPB e composições próprias, algumas delas feitas especialmente para esta apresentação. Livre. Espaço Multiuso do Sesc Palladium. Avenida Augusto de Lima, 420, Centro, 3279-1500. Terça (20), 20h.

R$ 10,00. www.sescmg.com.br.

UAKTI. Homenagens sonoras a ícones do passado são um perigo. Qualquer bobeada pode sepultar o trabalho em uma de duas valas bastante comuns: ficar cansativo de tão repetitivo, ou grandiloquente e enfadonho, de tão celebratório. Isso não acontece, no entanto, quando se tem como cabeça o músico Marco Antônio Guimarães e uma banda do quilate do Uakti. Após sete anos sem gravar, ele, Paulo Santos, Artur Andrés e Décio Ramos lançam o disco Uakti Beatles, com versões instrumentais de dezesseis canções do quarteto inglês. Acostumados a tirar sons de latas, cabaças, panelas e garrafas, os percussionistas mostram melodias, timbres e arranjos feitos a partir de marimbas, tubos de PVC e flautas. Piano e guitarra dão as caras em Come Together e Get Back, respectivamente. Mais uma aula de originalidade dos mestres instrumentistas. 16 anos. Grande Teatro do Palácio das Artes (1 705 pessoas). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Neste sábado (17), 21h, e domingo (18), 19h. R$ 60,00. Bilheteria: 10h/21h (seg. a sáb.); 14h/20h (dom. e feriados). Ingressos também podem ser adquiridos nos quiosques Americanas.com Blockbuster. Cc: V e M. Cd: V e M. IC. www.fcs.mg.gov.br.

ZEITKUNST. Música e literatura se fundem neste evento, fruto de trabalho coletivo realizado por compositores e poetas. Jovens cameristas juntam-se a autores e transformam as obras em sons. Trata-se do Festival de Música e Literatura Contemporânea de Berlim, que faz turnê por aqui. Esta edição presta homenagem ao compositor, escritor e filósofo John Cage. Livre. Teatro Oi Futuro Klauss Vianna (329 lugares). Avenida Afonso Pena, 4001, Mangabeiras,

☎ 3223-6756. Neste sábado (17) e domingo (18), 19h. R$ 15,00. www.oifuturo.org.br.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE