Teatro

Espetáculo Camille e Rodin mostra romance do escultor com pupila

Após temporada em São Paulo, drama está em cartaz no Teatro Bradesco

Por: Isabella Grossi - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação VejaBH)

Leopoldo Pacheco e Melissa Vettore: a conturbada relação entre o escultor francês e sua amante

Depois de cumprir uma brilhante temporada em São Paulo, o drama sobre o tórrido — e conturbado — romance entre o escultor francês Auguste Rodin (1840-1917) e sua aluna Camille Claudel (1864-1943) chega a BH para apenas duas apresentações. Assinado pelo dramaturgo paulistano Franz Keppler, o espetáculo traz Leopoldo Pacheco na pele de Rodin e Melissa Vettore como Camille, uma jovem determinada que enfrentou a sociedade para se tornar a pupila e, depois, o amor de seu mestre. Após o fim do relacionamento, que durou quinze anos, Rodin se consagra um gênio da escultura e Camille, embora tenha sido alçada à condição de nobre artista, vai parar em um manicômio, onde permanece pelos próximos trinta anos de sua vida (75min). 12 anos.

Teatro Bradesco (613 lugares)

Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1360. → Sábado (19), 21h, e domingo (20), 20h. R$ 40,00. Bilheteria: 12h/21h (seg. a sex.); 12h/20h (sáb.); 12h/19h (dom.). Cc: todos. Cd: todos. IR.

Troca de figurinha: após a apresentação, os atores participarão de um bate-papo com o público

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE