Teatro

Livro de Paulo Leminski é fio condutor de espetáculo do Grupo Girino

Espetáculo está em cartaz no Oi Futuro neste fim de semana

Por: Isabella Grossi - Atualizado em

Hugo Honorato
(Foto: Redação VejaBH)

A atriz Iasmim Marques: rompimento das fronteiras entre o humano e o inumano

Metaformose, o teatro de animação do Grupo Girino, busca inspiração no livro homônimo de Paulo Leminski para percorrer a instabilidade da linguagem, dos corpos e das formas. A proposta é trabalhar a metamorfose por meio da desconstrução dos personagens, propondo o rompimento das fronteiras entre o humano e o inumano. "Os atores estão em constante transformação e se relacionam com bonecos, imagens e projeção de vídeos", conta Tiago Almeida, que assina a direção e a dramaturgia. A efemeridade da vida também é questionada na narrativa, que aparece de forma onírica e fragmentada (60min). 12 anos. Estreou em 26/5/2012.

Teatro Oi Futuro Klauss Vianna (329 lugares). Avenida Afonso Pena, 4001, Mangabeiras, ☎ 3223-6756. Neste sábado (14), 21h, e domingo (15), 19h. R$ 4,00. Bilheteria: 15h às 21h (ter. a sáb.); 13h às 19h (dom.). Cd: todos. Cc: todos.

Teatro: programação para os dias 14 a 20 de dezembro

ESTREIAS

Brasil, o País do Futebol

Acomodados em um cenário que imita um campo de futebol, com arquibancada e público, crianças e adolescentes de baixa renda integrantes do Projeto Cariúnas estreiam o musical, que incorpora canções temáticas de Milton Nascimento, Luiz Bandeira, Chico Buarque, Sandra Perez, Paulo Tatit e Samuel Rosa (60min). Livre.

Grande Teatro - Sesc Palladium (1 321 lugares). Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ☎ 3270-8100. → Neste domingo (15), 19h30. R$ 30,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC.

Sete Pecados - A Peça

A comédia narra o dia a dia de sete jovens recém-aprovados na faculdade, obrigados a conviver juntos em uma república. Com personalidades distintas, eles compartilham ensaios, estudos e muitas confusões. Mas não sabem, porém, que cada um carrega consigo um dos sete pecados capitais. Com texto e direção de Luan Torres, a peça tem em seu elenco os atores Felipe Gaia, Felipe Simas, Luan Torres, Tereza Brant, Gabi Lopes, Laura Barreto e Juliana Paiva (90min). 12 anos.

Teatro Monte Calvário (488 lugares). Rua Bernardo Guimarães, s/n°, esquina com a Rua Uberaba, Prado, ☎ 3045-5200. Terça (17) e quarta (18), 19h e 21h. R$ 20,00. A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo.

Tô Grávida!

Quatro anos depois de dar à luz Luisa, a atriz Fernanda Rodrigues sobe ao palco para narrar, com muito bom humor, um dos momentos mais incríveis, porém delicados, na vida de um casal: a gravidez do primeiro filho. Ao lado de Paulo Vilhena, que faz o papel de Thales, ela interpreta Bianca. A história é contada em dois tempos: o presente, durante uma terapia na qual eles falam diretamente com a plateia, e o passado, que ilustra toda a trajetória do romance. No fim, numa espécie de Você Decide — programa interativo exibido mais de dez anos atrás pela Rede Globo —, os espectadores escolhem o desfecho. Será que eles devem ficar juntos? A comédia dramática é escrita por Regiana Antonini, autora de Doidas e Santas e Meu Ex-Imaginário, e dirigida por Pedro Vasconcelos, que assina outros dois grandes sucessos: Dona Flor e Seus Dois Maridos e Tudo por um Popstar (70min). 12 anos.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1027. → Neste sábado (14) e domingo (15), 20h. R$ 80,00. Bilheteria: 12h/21h (seg. a sex.); 12h/20h (sáb.); 12h/19h (dom.). Cc: todos. Cd: todos. IR.

REESTREIAS

Amélia, Nome Provisório

No palco, uma brincadeira com a pop art discute a identidade da mulher e suas dúvidas a respeito do seu papel social. A tragicomédia dirigida por Rafael Lucas Bacelar mostra o peso da personagem, que transita entre pulsões de vida e morte, submetendo-se ao tempo de forma graciosa e violenta (60min). 16 anos. Estreou em 6/7/2012.

Centro Cultural da UFMG (120 lugares). Avenida Santos Dummont, 174, Centro, ☎ 3409-8290. Neste domingo (15), 19h. R$ 5,00. A bilheteria abre uma hora antes.

Programe-se...

...para os espetáculos da 40ª Campanha de Popularização do Teatro e Dança, que acontece de 3 de janeiro a 2 de março, em vários locais da cidade. Já na primeira semana tem Amor de Salto Alto, A Sogra que Eu Pedi a Deus, Divas no Divã e Improcedente, com Fabiano Lana (foto), entre outras divertidas comédias.

EM CARTAZ

Cada um Tem a Sogra que Merece

Fátima e Fernanda são casadas com os filhos de Honorina, que passa desta para melhor em um belo fim de semana na casa de campo da família. A velhota deixa para trás uma valiosíssima joia, que todos juravam já não existir. Com o tesouro em mãos, as cunhadas precisam decidir se o entregam ou não aos maridos, os legítimos herdeiros. Na comédia de Wesley Marchiori, a cobiça do ser humano é revelada. Entre uma risada e outra, momentos de tensão marcam as peripécias dessas mulheres submissas que querem se libertar. A direção é de Kalluh Araújo (70min). 14 anos. Estreou em 23/11/2013.

Teatro da Assembleia (145 lugares). Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho, ☎ 2108-7826. → Neste sábado (14), 21h, e domingo (15), 19h. R$ 30,00/postos Sinparc, R$ 12,00. Bilheteria: abre uma hora antes.

A Dama Desnuda

Desde a sua estreia na extinta TV Itacolomi, em 1959, Wilma Henriques foi edificando, passo a passo, uma belíssima trajetória nas artes, que acabou lhe rendendo o título de primeira-dama do teatro mineiro. Natural de Conselheiro Lafaiete, a atriz escolheu Belo Horizonte para brilhar. Avessa aos convites para atuar fora do Estado, ela fez questão de engrandecer as produções locais, a exemplo de Fala Baixo Senão Eu Grito (1973), com direção de Eid Ribeiro. Os momentos mais marcantes de sua vida e das mais de cinco décadas de carreira estão reunidos na comédia do Grupo Gambiarra, com texto de Renato Millani e direção de Carluty Ferreira. A peça foi escolhida para inaugurar o Teatro de Câmara do Cine Theatro Brasil, após reforma que o manteve fechado durante sete anos (60min). 12 anos. Estreou em 16/11/2012.

Teatro de Câmara - Cine Theatro Brasil (200 lugares). Rua dos Carijós, 258, Centro, ☎ 3222-4389. → Neste sábado (14), 20h. R$ 20,00/postos Sinparc, R$ 10,00. Bilheteria: 11h às 21h (seg. a sáb.); 10h às 19h (domingo). Cd: todos. Cc: todos.

Des Espera

Bruno Godinho, ator e diretor da mineira Yepocá — Cia De Teatro, sobe ao palco neste drama cuja história é permeada por uma única palavra: tempo. Lançando mão das linguagens da pantomima, do palhaço e da abstração e manipulação de objetos, o personagem se debruça em questionamentos como "Quanto nos marca um tempo passado e talvez mal vivido"? (50min). 12 anos. Estreou em 6/12/2013.

Sala Júlio Mackenzie - Sesc Palladium (76 lugares). Avenida Augusto de Lima, 420, Centro, ☎ 3270-8100. → Neste sábado (14) e domingo (15), 20h. R$ 20,00. Bilheteria: terça a domingo, das 9h às 21h. Cc: M e V. Cd: M e V.

Ensaio de Mentira ou O Último Ensaio para Dizer a Verdade

Em quinze anos, o Oficinão do Galpão Cine Horto, que funciona como uma reciclagem para atores com experiência, reuniu belíssimas montagens numa bem-su­cedida aposta em pesquisa e experimentação. Nesta última edição, especialmente, velhos parceiros surgiram para novos encontros. O resultado foi o drama dirigido por Chico Pelúcio e Lydia Del Picchia, ambos do Grupo Galpão. Protagonizado por ex-participantes do projeto, o espetáculo usa o ensaio de um cabaré como pretexto para investigar as relações entre vida e arte, criadores e criaturas e realidade e ficção (80min). Livre. Estreou em 6/12/2013.

Galpão Cine Horto (200 lugares). Rua Pitangui, 3613, Horto, ☎ 3481-5580. Sexta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 20,00. A bilheteria abre duas horas antes do espetáculo. Até domingo (22).

Minha Querida

Dirigido por Rogério Lopes, o drama é interpretado por dezoito atores, que dão vida a Olga, uma mulher que não pode viver sem ter alguém para amar (90min). Livre. Estreou em 5/12/2013.

Funarte MG (100 lugares). Rua Januária, 68, Floresta, ☎ 3213-3084. Neste sábado (14) e domingo (15), 20h. Grátis.

✪✪✪✪ Prazer

Inspirado em fragmentos do livro Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres, da escritora Clarice Lispector, o drama conta a história de quatro amigos que tentam superar as inquietações e angústias do cotidiano. Amparados pelo belo cenário concebido por Ed Andrade, com projeções do videoartista Eder Santos, os atores Isabela Paes, Cláudio Dias, Marcelo Souza e Silva e Odilon Esteves arrancam risadas e lágrimas com um texto simples, ficcional, porém inundado de experiências autobiográficas. Codirigido pelos quatro atores, ao lado de Zé Walter Albinati, o espetáculo está indicado ao Prêmio Shell de Teatro 2013 nas categorias autor e cenário (105min). 16 anos. Estreou em 11/10/2013.

Centro Cultural Banco do Brasil (270 lugares). Praça da Liberdade, 450, Funcionários, ☎ 3431-9400. →Quinta e sexta, 20h, sábado, 19h, e domingo, 16h e 19h. R$ 10,00. Bilheteria: 9h às 21h (qua. a seg.). Até domingo (22).

Samba, Amor e Malandragem

Depois de pesquisar quase 2 000 sambas, o diretor Kalluh Araújo juntou uma respeitável seleção de clássicos para contar histórias do morro sob a ótica de um "bom malandro". Encenado por atores e cantores, o musical é embalado por canções de Bezerra da Silva, Chico Buarque, Martinho da Vila, Cartola, Pinxiguinha, Ary Barroso e Zé Kéti, entre outros sambistas brasileiros. As músicas são executadas em cena ao vivo. Com referências a Dona Flor e Seus Dois Maridos, de Jorge Amado, a trama começa com a morte do malandro Vadinho e segue recriando a memória de sua vida (60min). 14 anos. Estreou em 30/11/2013.

Teatro da Cidade (173 lugares). Rua da Bahia, 1341, Centro, ☎ 3273-1050. Neste sábado (14), 20h30, e domingo (15), 19h. R$ 40,00/postos Sinparc, R$ 15,00. Bilheteria: 14h/19h (ter. e qua.); a partir das 14h (qui. e sex.); a partir das 16h (sáb. e dom.).

Cotações | Péssimo ← | Fraco ✪ | Regular ✪✪ | Bom ✪✪✪ | Muito bom ✪✪✪✪ | Excelente ✪✪✪✪✪

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE