Teatro

Programação do Festival Tiradentes em Cena

- Atualizado em

Sábado (11)

19h - Cerimônia de abertura com o ator Luiz Salem e abertura da exposição "Grupo Oficina de Teatro Entre&Vista"

SESI Centro Cultural Yves Alves

21h - Till, a saga de um herói torto - Grupo Galpão

Um dia, na eternidade, o Demônio aposta com Deus que se tirasse do homem algumas qualidades, ele cairia em perdição. Deus, aceitando o desafio, resolve trazer ao mundo a alma de Till. Vivendo em uma Alemanha miserável, povoada de personagens grotescos e espertalhões, Till, nosso protagonista, é abandonado em meio ao frio e a fome e descobre que a única maneira de sobreviver é tornar-se ainda mais esperto e enganador (90min). Livre. Largo das Forras - Praça Principal

Domingo (12)

10h30 - Mesa de debate no SESI Centro Cultural Yves Alves

Tema: Companhias - um percurso fora dos grandes centros e a busca por se reinventar e experimentar diferentes linguagens teatrais.

Mediador: Chico Pelúcio (Grupo Galpão)

Participantes: Juliano Pereira (Cia. Teatral ManiCômios), Sérvulo Matias (Entre&Vista), Nado (Companhia de Inventos) e Antônio Caeiro (Osquindô). SESI Centro Cultural Yves Alves.

14h - Água, Lençol e Saudade - Intervenção cênica da Cia. Impulso

Nos entregar a essa verdade em construção e na brincadeira de ser o Outro é refletir sobre as relações e sobre quem somos. Trazer a poética da musicalidade popular e das imagens que ela sugere para o contexto cotidiano é uma tentativa de enxergarmos as coisas simples e manuais que se fragmentam perante nossa geração engessada pelas tecnologias, pelo fluxo automobilístico e pela insegurança das vivências interpessoais. Chafariz São José

16h - Espetáculo Infantil do Grupo Osquindô (BH)

O show da Banda Osquindô é um divertido mergulho no tempo. Tempo em que quintais, ruas e praças eram espaços onde, espontaneamente, as crianças viviam e transmitiam as culturas da infância, através de jogos, brincadeiras, rodas, cantigas e histórias (60min). Livre. Largo das Forras - Praça Principal

20h - Répétition

Contada em páginas de uma peça de teatro, Répétition confunde o espectador entre ficção e realidade. Dinho/Fernando (Roger Gobeth), Laura/ Silvia (Tatianna Trinxet), Luis/Marcelo (Alexandre Varella) se confundem com as palavras, com o texto, com os gestos e principalmente com as questões de suas personagens, que muitas vezes são suas, mas por medo de confrontá-las preferem deixá-las somente na cena. (70 min). 14 anos. SESI Centro Cultural Yves Alves.

21h30 - Leitura Dramatizada "Luz Versus Noturno"

Joana, paciente em tratamento psiquiátrico a dezessete anos, suspeita de assassinato, descobre que é alvo do Departamento Nacional de Investigação. Através de um grande segredo investigado pelo seu suposto psiquiatra e detetive, chega-se aos reais culpados desse jogo que envolve o roubo de uma grande partitura musical, um acidente, uma farsa, uma traição, e a relação íntima do homem com sua luz e suas sombras, nos versus desse jogo interno. (50min). Livre. SESI Centro Cultural Yves Alves

Segunda (13)

15h - O Construtor do Imaginário - Companhia de Inventos

Na história, um colecionador de objetos manipula seus bonecos e descobre que pode construir novos personagens com materiais e objetos que nos cercam no dia a dia. Com cenas curtas, ele mostra a técnica de manipulação e a apresentação se desenrola como uma divertida aula-espetáculo. Escola Municipal Marília de Dirceu

20h - Poema Bar

A celebração entre a música e a poesia do brasileiro Vinicius de Moraes e do português Fernando Pessoa foi a motivação encontrada pelo pianista João Vasco e o ator Alexandre Borges para criarem o projeto POEMA BAR. Enquanto o ator brasileiro declama versos de ambos os poetas, o pianista português interpreta músicas que vão do fado às canções brasileiras. A dupla ainda conta com duas participações luxuosas: a cantora e atriz Mariana de Moraes, neta de Vinicius, e a cantora portuguesa Sofia Vitória (50min). Livre. Largo das Forras - praça principal

Terça (14)

15h - O Construtor do Imaginário - Companhia de Inventos

Na história, um colecionador de objetos manipula seus bonecos e descobre que pode construir novos personagens com materiais e objetos que nos cercam no dia a dia. Com cenas curtas, ele mostra a técnica de manipulação e a apresentação se desenrola como uma divertida aula-espetáculo. Escola Municipal Marília de Dirceu

16h - Água, Lençol e Saudade - Intervenção cênica da Cia. Impulso

Nos entregar a essa verdade em construção e na brincadeira de ser o Outro é refletir sobre as relações e sobre quem somos. Trazer a poética da musicalidade popular e das imagens que ela sugere para o contexto cotidiano é uma tentativa de enxergarmos as coisas simples e manuais que se fragmentam perante nossa geração engessada pelas tecnologias, pelo fluxo automobilístico e pela insegurança das vivências interpessoais. Chafariz São José

Quarta (15)

10h - Marionetes a Fio - Companhia de Inventos

O espetáculo explora temas diversos, enfatizando o caráter cômico, que se desenvolve através do movimento e ritmo das próprias marionetes, inventando e recriando situações do dia a dia das pessoas, brincadeiras de infância, lembranças de circo, cenas que às vezes nos remetem a um sonho ou a algo fantástico e inusitado. A medida que novos quadros vão sendo criados, o espetáculo vai se renovando. (60min). Livre. Largo das Forras - Praça principal

17h - As Santinhas da Comédia - Intervenção do grupo Entre&Vista

Largo das Forras - praça principal

20h - A Descoberta das Américas

O monólogo adaptado e interpretado por Julio Adrião conta a história de Johan Padan, um sujeito que narra os fatos que se sucederam lá pelos idos de 1492, quando embarcou em Sevilha numa caravela de Cristóvão. O malandro e fanfarrão se vira contando vantagens, sempre em fuga da fogueira da Inquisição. A peça já teve mais de 500 apresentações em 22 estados brasileiros, além de Portugal e Cabo Verde e a atuação de Julio Adrião rendeu a ele o prêmio Shell de melhor ator em 2005. (70min). 14 anos. SESI Centro Cultural Yves Alves

Quinta (16)

10h30 - FLICTS

Baseado no 1º livro de Ziraldo, o espetáculo conta a história de uma cor, a cor FLICTS que busca a sua aceitação entre todas as cores do mundo, ela descobre que é diferente e se depara com o preconceito, com a intolerância e falta de solidariedade que existe com o próximo. Ela não tinha a força do vermelho, nem a imensidão do amarelo, nem a paz do azul. Era apena FLICTS, frágil, feia e aflita, porém ela quer seu lugar no mundo, sobretudo quer amigos (60min). Livre. SESI Centro Cultural Yves Alves

16h - Mostra do Curso de graduação em Teatro - Universidade Federal de São João

O Curso de Teatro da Universidade Federal de São João Del- Rei pretende realizar uma mostra de experimentos cênicos desenvolvidos em disciplinas práticas do Bacharelado, bem como em Trabalhos de Conclusão de Curso. Os grupos de pesquisa apresentarão intervenções artísticas com um caráter mais performático em espaços não formais de representação (90 min). Livre. SESI Centro Cultural Yves Alves

20h - Rosas e detritos no espiral do ainda

"Rosas e detritos no espiral do ainda", espetáculo teatro-dança, gênero Butô, resgata as memórias primordiais, detritos registrados no corpo e no percurso do ser humano, esquecidos pela rotina do dia a dia. Memórias inconscientes são resgatadas em movimentos, registrando a fragilidade, a identidade e seu desejo, as perdas, o eros, aparência e essência. Sentimentos permanecem no espiral da vida, representado pelo dançarino Zepa (90min). 12 anos. SESI - Centro Cultural Yves Alves

Sexta (17)

16h - As Fábulas de da Vinci

O espetáculo "As fábulas de da Vinci", apresenta ao público fábulas que Le¬onardo Da Vinci, escreveu no período da renascença, o gênio que era um argumentador fas-cinante, um polido conversador e um contador de histórias "mágico" é nosso personagem principal e toda a história é conduzida por ele, que é representado por um boneco e conta um pouco da sua extensa obra no campo das artes, literatura e invenções além de todas as suas desventuras em se afirmar artista (50 min). Livre. Museu Padre Toledo

19h - Projeto Lendas Sanjoanenses conta lendas de Tiradentes

Lendas Sanjoanenses é um roteiro turístico noturno com encenação de lendas locais e que terá como cenário, o centro histórico de Tiradentes. A escuridão da noite complementa o cenário juntamente com casarões, igrejas e ruas históricas e faz com que a plateia vivencie algumas das antigas lendas da cidade. Início na Rua Padre Toledo depois um percurso surpresa

21h - Estação Terminal

Trata-se de monólogo com a atriz Tuca Moraes. A peça recria o ambiente do hospício onde Lima Barreto foi internado, e o texto do espetáculo se baseia nas obras "Cemitério dos Vivos" e "Diário do Hospício", cujas anotações foram redigidas a partir da experiência de reclusão do escritor. (60min). 10 anos.

Sábado (18)

16h - Manga Mangueira, Meu Pé de Brincadeira / Conexão Galpão

Em torno de uma bela mangueira, tudo pode virar brincadeira. Uma menina, um menino e um macaco mergulham em uma divertida aventura, aprendendo a usar e reciclar os bens que a natureza oferece (50 min). Livre. SESI Centro Cultural Yves Alves

20h30 - Encerramento

Seresta e Poesia do Grupo Oficina de Teatro Entre&Vista

Todos os dias - Cata riso

Com humor e muita elegância os palhaços desempenham a função de "limpar" a cidade com a ajuda da Lindona, o automóvel que carrega a coleta seletiva reeducando crianças e adultos, sugerindo que a mudança para hábitos mais responsáveis e ecológicos pode ser divertida e desempenhada com muita arte. (90min). Livre. Rua, espaços alternativos externos.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE