Teatro

Programação de teatro e dança para o período entre 19 a 25 de abril

Por: Isabella Grossi - Atualizado em

› ESTREIAS

Callas

Silvia Pfeifer e Cássio Reis protagonizam o drama dirigido por Marília Pêra, com texto inédito de Fernando Duarte. Como o nome sugere, a peça se baseia nos comoventes relatos de Maria Callas, a soprano de origem grega considerada uma diva da música lírica, morta em 1977, aos 53 anos, vítima de um ataque cardíaco (60min). 12 anos.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1360. → Sábado (26), 21h, e domingo (27), 20h. R$ 80,00 (plateias I e II) e R$ 50,00 (plateia III). Bilheteria: 12h/21h (seg. a sex.); 12h/20h (sáb.); 12h/19h (dom.). Cc: todos. Cd: todos. IR.

Como Matar a Mãe em 3 Atos

Dados autobiográficos dos integrantes da Sofisticada Companhia, Fabiane Aguiar, Léo Kildare Louback e Soraya Martins - que dirigem e também atuam -, serviram de inspiração para a peça, que mescla gêneros tradicionais do teatro, como a tragédia, o teatro do absurdo e o drama. Além dos atores, mães reais entram em cena, com o propósito de investigar os limites do vivido e do inventado (60min). Livre.

Palácio das Artes - Teatro João Ceschiatti (148 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. Quinta a sábado, 20h30; domingo, 19h. R$ 20,00. Bilheteria: 10h/21h (seg. a sáb.); 14h/20h no domingo. Cc: M e V. Cd: M e V. IC. Até 18 de maio. Estreia prometida para quinta (24).

› REESTREIAS

✪✪ Arrasô!

Os atores Eraldo Fontiny e Rafael Mazzi, da rádio 98 FM, interpretam uma série de personagens em hilárias situações que satirizam o universo televisivo. A comédia promove um show de calouros e debocha até de atrações infantis — a parte mais divertida da peça (70min). 14 anos.

Teatro Nossa Senhora das Dores (219 lugares). Avenida Francisco Sales, 77, Floresta, ☎ 3226-9459 e 2516-6911. → Sexta (25) e sábado (26), 21h. R$ 30,00/postos Sinparc, R$ 12,00. A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo.

✪✪✪ Do Claustro

Mariana Lobato e Lorena Jamarino vivem duas freiras que se envolvem em uma trama de sedução e poder no Convento de Santa Clara do Desterro, na Bahia. O drama Do Claustro, de Ruy Jobim Neto, se passa em 1692, mas tem todos os elementos para ser considerado atual: a crítica à liberdade clandestina, a culpa dilacerante que precede a loucura, o amor, o sexo, a violência e o medo. Tudo isso amarrado por uma moral católica que, apesar de pouco firme, ainda hoje impera. Direção de Fernando Couto e Caio Cézar (60min). 16 anos. Estreou em 3/5/2012.

Teatro Sesi Holcim (115 lugares). Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia, ☎ 3241-7181. → Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 30,00/postos Sinparc, R$ 15,00. Bilheteria: todos os dias, das 13h às 19h, e no dia do espetáculo até a hora da apresentação. Até 4 de maio. Reestreia prevista para sexta (25).

Humor

Amadeo, o personagem principal do quarto (e mais bem-humorado) espetáculo do grupo Quatroloscinco - Teatro do Comum, sofre de uma grave doença degenerativa que seca os líquidos de seu corpo, fazendo com que, aos poucos, ele se transforme em um vegetal. As pessoas que o rodeiam tentam animá-lo a todo custo, ansiosas por uma reação. A partir da fábula, os atores Assis Benevenuto, Italo Laureano, Marcos Coletta e Rejane Faria tratam da nossa relação com o corpo que envelhece e morre. O drama cômico revela o amadurecimento da trupe, segura num teatro contemporâneo que tem menos a ver com a estética do gênero e mais com a lógica temporal (65min).

12 anos. Estreou em 14/3/2014.

Teatro Alterosa (320 lugares). Avenida Assis Chateaubriand, 499, Floresta, ☎ 3237-6611. → Quinta a sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 16,00. Bilheteria: terça a domingo, de 12h às 19h30, e no dia do espetáculo até a hora da apresentação. Até 4 de maio. Reestreia prometida para quinta (24).

› EM CARTAZ

✪✪✪✪ Contrações

Yara de Novaes e Débora Falabella dão um show de interpretação na tragicomédia dirigida pela também mineira Grace Passô, ex-Grupo Espanca!. Com texto do inglês Mike Bartlett, a montagem explora a relação de dominação entre os tipos do mundo corporativo. Yara interpreta uma gerente linha-dura que chama a atenção de Emma, a eficiente funcionária vivida por Débora, para uma cláusula específica de seu contrato: a obrigação de deixar às claras qualquer relacionamento sexual ou afetivo com colegas do escritório. A trama cresce à medida que os argumentos para justificar a norma vão se tornando absurdos, levando a plateia a uma penosa reflexão sobre a inflexível lógica capitalista. Depois de ganharem o Prêmio Aplauso Brasil de Teatro 2013 pela atuação conjunta na peça, Débora e Yara dividiram a láurea de melhor atriz concedida pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). O espetáculo é a quarta criação do Grupo 3 de Teatro, fundado por elas em 2005, ao lado do produtor Gabriel Fontes Paiva, também mineiro (80min). 14 anos. Estreou em 11/5/2014.

Centro Cultural Banco do Brasil (270 lugares). Praça da Liberdade, 450, Funcionários, ☎ 3431-9400. → Sexta, 20h; sábado e domingo, 19h. R$ 10,00. Bilheteria: 9h às 21h (qua. a seg.). Até 4 de maio.

O Hóspede

Criado a partir do diálogo entre textos dramáticos e autobiográficos do romeno Eugène Ionesco (1909-1994), o teatro do absurdo põe em cena um jovem casal que começa a se confrontar com histórias do passado após a mudança do pai da moça para a casa da família (60min). 12 anos. Estreou em 4/4/2014.

Funarte (100 lugares). Rua Januária, 68, Floresta, ☎ 3213-3084. Neste sábado (19), 20h, e domingo (20), 19h. R$ 10,00. A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo. Cc: M e V. Cd: M e V.

Meu Tio É... Tia!

Três amigos gays que convivem em um apartamento da cidade grande têm sua rotina modificada com a chegada do sobrinho de um deles, um peão aspirante a locutor de festas de rodeio. Para ocultarem a vida que o tio leva, totalmente desconhecida por seus familiares, eles decidem passar por verdadeiros machões. A comédia é escrita e dirigida por Marco Amaral (80min). Livre. Estreou em 17/7/2004.

Teatro Imaculada Conceição (390 lugares).

Rua Aimorés, 1600, Lourdes, ☎ 3014-5382. → Sexta e sábado, 20h30; domingo, 19h. R$ 40,00/postos Sinparc, R$ 15,00. A bilheteria abre duas horas antes do espetáculo. Até domingo (27).

Por Acaso, Não Caso - Uma Comédia sem Cerimônia

Depois de levar mais de 80 000 pes­soas ao teatro com Os Homens Querem Casar e as Mulheres Querem Sexo, Marcelo Ricco estreia o seu segundo monólogo cômico, com texto de Wesley Marchiori e direção de Maurício Canguçu. Na pele de Marcos, um cerimonialista de casamentos que foge de compromissos amorosos até, enfim, encontrar a sua alma gêmea, o ator brinca com situações corriqueiras na vida dos casais (60min). 14 anos. Estreou em 11/4/2014.

Teatro da Cidade (173 lugares). Rua da Bahia, 1341, Centro, ☎ 3273-1050. Sexta e sábado, 20h30; domingo, 19h. R$ 40,00/postos Sinparc, R$ 15,00. Bilheteria: 14h/19h (ter. e qua.); a partir das 14h (qui. e sex.); a partir das 16h (sáb. e dom.). Até 4 de maio.

S/Título, Óleo sobre Tela

Quatro personagens - entre eles três representantes políticos e uma secretária - descobrem que o quadro que representa a independência nacional do país (fictício) onde vivem é falso. Não sabendo quais providências tomar, eles se reúnem para decidir se a pintura fica ou é retirada. Sem fazer inferências, o drama da Cia do Chá provoca uma série de reflexões sobre a atual - e delicada - discussão que aflige o Brasil. Quem representa quem? E quem se sente representado por quem? O espetáculo, escrito por Sara Pinheiro e dirigido por Gustavo Bones e Mariana Maioline, também esmiúça a função da arte e as relações de dominação, apontando oprimidos e opressores (60min). 14 anos. Estreou em 17/4/2014.

Teatro Alterosa (320 lugares). Avenida Assis Chateaubriand, 499, Floresta, ☎ 3237-6611. → Neste sábado (19) e domingo (20), 20h. R$ 20,00. Bilheteria: terça a domingo, de 12h às 19h30, e no dia do espetáculo até a hora da apresentação.

7 Lições para Se Conquistar um Homem (Quase) Perfeito

Sete cenas compõem a comédia, todas em torno do mesmo tema: a busca das mulheres por um homem ideal. Dirigidos por Fernando Gomes, os atores Alessandro Torino Viggili, Patrícia Lisboa, Patrícia Reis Alvim, Fernando Gomes, Priscila Spinelli e Rafael Neves reve­zam-se em histórias como a de uma celebridade que vai a um programa de TV para apresentar ao público sua nova conquista amorosa mas acaba revelando seus fracassos anteriores. Em outra cena, uma mulher acredita que encontrou o homem dos seus sonhos, porém um detalhe pode desbaratar suas certezas. Os textos são de autoria de Elaine Teles, Fê Oliveira, Fernando Gomes, Laura Barreto, Patrícia Reis Alvim, Rogério Falabella e Sérgio Abritta (80min). 10 anos. Estreou em 25/10/2013.

Teatro da Assembleia (145 lugares). Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho, ☎ 2108-7826. → Sexta e sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 30,00/postos Sinparc, R$ 15,00. A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo. Até domingo (27).

Sobre Atos e Palavras

Mariana Bizzotto é quem dirige o drama, marcado pelo embate entre um escritor que defende firmemente suas ideias e um advogado que quer corrompê-lo (60min). 14 anos. Estreou em 16/11/2013.

Teatro Sesi Holcim (115 lugares). Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia, ☎ 3241-7181. → Terça (22), quarta (23) e quinta (24), 21h. R$ 24,00. Bilheteria: todos os dias, das 13h às 19h, e no dia do espetáculo até a hora da apresentação.

› ESPECIAL

Mostra Benjamin de Oliveira

Considerado o primeiro palhaço negro do Brasil e criador do circo-teatro que hoje reproduzimos por aqui, Benjamin de Oliveira (1870-1954) empresta seu nome ao festival idealizado pela Cia. Burlantins, comandada pelo cantor e compositor Maurício Tizumba. Nesta segunda edição, o público pode conferir Clara Negra, da Cia. Burlantins, Memórias Póstumas de um Neguinho, do grupo ZAP 18, Meráki, da Cia Fusion de Danças Urbanas, e Oratório - A Saga de Dom Quixote e Sancho Pança, entre outras atrações.

Teatro Oi Futuro Klauss Vianna (329 lugares). Avenida Afonso Pena, 4001, Mangabeiras, ☎ 3223-6756. → Bilheteria: 15h às 21h (ter. a sáb.); 13h às 19h (dom.). Cd: todos. Cc: todos. Até domingo (27), em vários horários. Clique aqui e confira a programação completa.

Teatro nos Parques

O projeto paulista chega à capital com doze apresentações gratuitas nos parques da cidade. Entre elas, Mais Alto que a Lua (Teatro da Figura/BH), neste sábado (19), Bang Bang à Pastelana (Trupe Irmãos Atada/SP), no domingo (20), Notícia pra Embrulhar Peixe (Circo Navegador/SP), no próximo sábado (26), e, para encerrar, Farrandança (Coisas de Teatro Cia. de Arte e Teatro Widia/SP).

Até domingo (27), em vários locais. Grátis. Clique aqui e confira a programação completa.

› DANÇA

Camaleão Grupo de Dança

Com músicas de cinco jovens roqueiros que influenciaram sua geração e morreram aos 27 anos — Janis Joplin, Jimi Hendrix, Jim Morrison, Kurt Cobain e Amy Winehouse —, cinco bailarinos dialogam entre si em Retina, que pretende trazer à tona uma sinestesia do ouvir com os olhos. O espetáculo faz uma crítica velada ao homem contemporâneo, que consome mais imagens do que é capaz de absorver e deixa de refletir sobre elas. Coreografia de Jorge Garcia e direção de Marjorie Quast (50min). Livre.

Grande Teatro - Sesc Palladium (1 321 lugares). Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ☎ 3270-8100. → Sábado (26), 20h30. R$ 10,00 (ou 1 quilo de alimento não perecível. Bilheteria: 9h/21h (ter. a dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC.

Cie. Toula Limnaios

Para encerrar o ano da Alemanha no Brasil, a respeitada companhia europeia apresenta Anderland, um espetáculo que reflete sobre o homem e sua humanidade. No palco, sete bailarinos se movimentam num jogo contrastante de dança, música, cenografia e luz (60min). Livre.

Sesc Palladium - Grande Teatro (1 321 lugares). Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ☎ 3270-8100. → Sexta (25), 21h. R$ 10,00 (ou 1 quilo de alimento não perecível). Bilheteria: 9h/21h (ter. a dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE