Teatro

Programação de teatro e dança para o período entre 21 e 27 de fevereiro

Por: imagem/2369_prog52.jpg - Atualizado em

REESTREIA

✪✪ Adultérios e Outras Pequenas Traições

Inspirada no filme Short Cuts - Cenas da Vida (1993), de Robert Altman, a comédia de Sérgio Abritta narra seis histórias sobre infidelidade, contadas de maneira independente. Entre elas, a do marido que ama a mulher desesperadamente e faz qualquer coisa para não perdê-la e a da dona de casa que recebe misteriosas mensagens eróticas (80min). 16 anos. Estreou em 18/8/2012.

Sala Juvenal Dias - Palácio das Artes (176 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Segunda a quarta, 20h. R$ 12,00 (Sinparc). Até 4 de março. Reestreia prometida para segunda (23).

✪✪✪✪ Aqueles Dois

Adaptado do conto homônimo de Caio Fernando Abreu (1948-1996), o drama da companhia Luna Lunera apresenta a história de dois funcionários de uma repartição burocrática, Raul e Saul, que, entre um cafezinho e outro, acabam desenvolvendo laços de cumplicidade. Não há um personagem para cada ator. Cláudio Dias, Guilherme Théo, Marcelo Souza Silva e Odilon Esteves interpretam ambos. Com exceção de Théo, todos eles assinam a criação e a direção da peça, ao lado de Zé Walter Albinati (90min). 16 anos. Estreou em 16/11/2007.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1360. → Quarta a sábado, 20h; domingo, 19h. R$ 15,00 (Sinparc). Até 1º de março. Reestreia prometida para quarta (25).

Assunta Brasil

O artista multimídia Saulo Laranjeira entra em cena com personagens que exploram os traços da identidade do povo brasileiro, caso dos caipiras Zé da Silva e Geraldinho. O repertório inclui canções memoráveis da MPB, como Romaria, de Renato Teixeira, Leão do Norte, de Lenine e Paulo César Pinheiro, e Fervo, de Antônio Nóbrega. O espetáculo cênico-musical também mistura poesia e causos para prender a atenção da plateia. Direção do autor (90min). 12 anos. Estreou em 1º/2/2012.

Grande Teatro - Sesc Palladium (1 321 lugares). Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ☎ 3270-8100. → Sexta (27) e sábado (28), 21h. R$ 10,00 (Sinparc).

Causos de Assombração

Os irmãos Leosino e Leonildo Miranda pegam casos típicos de personagens da nossa cultura para apresentar uma comédia recheada de suspense (80min). Livre. Estreou em 19/8/2011.

Hotel Dayrell (1 000 lugares). Rua Espírito Santo, 901, Centro, ☎ 3248-0200. → Sexta (27), 21h; sábado (28), 19h e 21h, e domingo (1º), 19h. R$ 15,00 (Sinparc).

EM CARTAZ

✪✪✪ Acredite, um Espírito Baixou em Mim

Ilvio Amaral e Maurício Canguçu voltam ao cartaz com a divertida comédia sobre Lolô e Vicente, escrita por Ronaldo Ciambroni e dirigida por Sandra Pêra. O primeiro, homossexual assumido, morre durante um acidente de carro. Sem acreditar na própria morte, ele se nega a ficar no céu e retorna à Terra. Aos poucos, vai descobrindo seus poderes e fazendo uma série de trapalhadas até encarnar em um machista noivo de uma perua ciumenta. A dupla personalidade do noivo - no caso, Vicente - vai abalar o romance e ainda revelar a homossexualidade de seu cunhado (80min). 10 anos. Estreou em 30/7/1998.

Grande Teatro - Cine Theatro Brasil Vallourec (1 000 lugares). Rua dos Carijós, 258, Centro, ☎ 2626-1251. → Quinta a sábado, 21h; domingo, 18h. R$ 15,00 (Sinparc). Até 1º de março.

✪ Adultério Mora ao Lado

Um marido pega a mulher no flagra na comédia escrita por Gugu Olimecha e dirigida por Kênia Oliveira. Para enganar o machão, o amante, Efigênio, é obrigado a se transformar na manicure Fifi. O elenco pouco surpreende, até a chegada de Renato Falci, que diverte com mais entusiasmo parte da plateia (75min). 12 anos. Estreou em 9/11/2012.

Teatro João Ceschiatti - Palácio das Artes (148 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Segunda (23), terça (24) e quarta (25), 20h. R$ 15,00 (Sinparc).

Cada um Tem a Sogra que Merece

Fátima e Fernanda são casadas com os filhos de Honorina, que passa desta para melhor em um belo fim de semana na casa de campo da família. A velhota deixa para trás uma valiosíssima joia, que todos juravam já não existir. Com o tesouro em mãos, as cunhadas precisam decidir se o entregam ou não aos maridos, os legítimos herdeiros. Na comédia de Wesley Marchiori, a cobiça do ser humano é revelada. Entre uma risada e outra, momentos de tensão marcam as peripécias dessas mulheres submissas que querem se libertar. A direção é de Kalluh Araújo (70min). 14 anos. Estreou em 23/11/2013.

Teatro da Assembleia (145 lugares). Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho, ☎ 2108-7826. → Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 15,00 (Sinparc). Até 8 de março.

Casar ou Comprar uma Bicicleta

Os protagonistas da comédia, Alberto e Goreth, formam um casal que passa por diversos conflitos, causados, principalmente, pelo fato de ele não gostar de trabalhar. Decepcionada, a mulher resolve deixá-lo, mas a chegada de um anjo promete mudar o rumo da vida dos dois. Escrita por Alexandre Canela, a peça tem direção de Paulo Vieira Neto (65min). Livre. Estreou em 15/10/2011.

Teatro do Crea (220 lugares). Avenida Álvares Cabral, 1600, Santo Agostinho, ☎ 3275-4084. Sexta e sábado, 21h; domingo, 20h30. R$ 15,00 (Sinparc). Até 8 de março.

180 Dias de Inverno

Durante seis meses, o artista plástico e escritor paulista Nuno Ramos cuidou de sua esposa, Sandra, que sofria de depressão e anorexia bulímica. A história desse "amor imenso e cansativo, que deve dizer bem alto: eu quero você mesmo assim", nas palavras dele, foi editada no conto Minha Fantasma (parte do livro Ensaio Geral, de 2007), mais tarde levado para o teatro no drama da Cia. Afeta. Adaptada por Antônio Hildebrando, a montagem tem direção de Nando Motta, que lista como suas principais influências a bailarina Pina Bausch, a companhia belo-horizontina Zikzira Teatro Físico, a banda Hurtmold e os diretores Lars von Trier (Dogville) e Paul Thomas Anderson (Magnólia) (60min). 16 anos. Estreou em 8/10/2010.

Teatro Oi Futuro Klauss Vianna (329 lugares). Avenida Afonso Pena, 4001, Mangabeiras, ☎ 3223-6756. → Quinta a sábado, 21h; domingo, 19h. R$ 15,00 (Sinparc). Até 1º de março.

✪✪✪ #140 ou Vão

Bastou um esbarrão dentro do elevador para que Antônia e Vítor se apaixonassem enlouquecidamente - em pouco mais de dois anos eles se casaram, se separaram e, vez ou outra, tentaram se reconciliar. A comédia dramática escrita pelo carioca Felipe Rocha, que ganhou o Prêmio Shell 2011 por Ninguém Falou que Seria Fácil, usa e abusa da narrativa não linear para valorizar a convincente história de um jovem casal vítima (e agente) de uma geração imediatista e fugaz. Amparados por um cenário enxuto elaborado por Ed Andrade - toda a peça se passa dentro do elevador -, os atores Ludmilla Ramalho e Alexandre Cioletti, da Cia Afeta, entretêm e divertem a plateia com o auxílio da videoarte e da música experimental, criada pelo compositor mineiro Barulhista. A estética dos cineastas Gustavo Taretto (Medianeras), Michael Haneke (Amor) e Marc Foster (Mais Estranho que a Ficção) também foi tomada como referência pelo diretor, Nando Motta (50min). 14 anos. Estreou em 30/5/2014.

Teatro Alterosa (320 lugares). Avenida Assis Chateaubriand, 499, Floresta, ☎ 3237-6611. → Segunda a quarta, 19h. R$ 15,00 (Sinparc). Até 4 de março.

Se Essa Rua Fosse Minha

A personagem Macaxeira, protagonista do monólogo, já é, digamos, figurinha repetida nos palcos de Beagá. Nascida em 2010 no espetáculo Sua Cabeça é a Lei de Mac, concebido por uma das turmas do Centro de Formação Artística da Fundação Clóvis Salgado (Cefar) - a mesma da qual participava Denise Lopes Leal -, ela retorna, outra vez inspirada em Macbeth, de Shakespeare. E é Denise quem leva a cabo a história de uma mulher em situação de rua obrigada a conviver com a invisibilidade social e com as deturpadas relações de poder no espaço urbano. Escrito e dirigido por Juliana Pautilla, o espetáculo se baseia, ainda, em mulheres como Estamira, que viveu e trabalhou no aterro sanitário de Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro, e Stela do Patrocínio, interna da Colônia Psiquiátrica Juliano Moreira, também na capital fluminense, descoberta como poeta pela artista plástica Neli Gutmacher (60min). 12 anos. Estreou em 2/12/2014.

Teatro Espanca! (60 lugares). Rua Aarão Reis, 542, Centro, ☎ 3657-7348. → Quinta a domingo, 21h. R$ 10,00. Até 8 de março.

O Urro!

Mais de trinta anos depois do início de uma parceria que durou uma década, na Cia. Sonho e Drama, Gil Amâncio e Carlos Rocha, o Carlão, se reencontram na direção deste espetáculo, que conecta texto, música, HQ, animação, vídeo e teatro a fim de compartilhar uma reflexão sobre os valores culturais, políticos e comportamentais da sociedade contemporânea. Levada aos palcos pela primeira vez em agosto do ano passado, a peça foi reformulada para conter novas cenas e elementos propostos pelos diretores. O texto, de Carlão, integra a trilogia Fábulas Urbanas, que traz ainda O Desaparecimento de Dylan e O Lixão, ambos inacabados. A atuação é de André Senna (50min). 12 anos. Estreou em 15/8/2014.

Funarte (100 lugares). Rua Januária, 68, Floresta, ☎ 3213-3084. → Quinta a sábado, 21h; domingo, 20h. R$ 10,00 (Sinparc). Até 8 de março.

✪✪✪ Vulgaridades Sublimes

Inspirado nos contos A Cartomante e Pai contra Mãe, de Machado de Assis, o drama da Insensata Cia de Teatro aborda situações que permeiam as misérias das relações interpessoais. Ao priorizar o texto, a adaptação consegue tornar a obra do escritor carioca mais acessível, preservando, todavia, a sofisticação temática. O cenário é simples, composto de telas transparentes e poucos acessórios - dão um charme a mais os figurinos dos atores, dirigidos com sensibilidade por Marcelo do Vale (50min). 12 anos. Estreou em 26/10/2012.

Sala Júlio Mackenzie - Sesc Palladium (76 lugares). Avenida Augusto de Lima, 420, Centro, ☎ 3270-8100. → Terça e quarta, 20h. R$ 12,00 (Sinparc). Até 4 de março.

DANÇA

Ballet Jovem Palácio das Artes

Dirigidos por Patrícia Avellar Zol e Andréa Maia, os bailarinos apresentam duas novas coreografias, Notório e Tradicional (80min). Livre.

Grande Teatro - Palácio das Artes (1 705 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Quarta (25), 21h. R$ 10,00 (Sinparc).

Cia. de Dança Palácio das Artes

Vista por mais de 30 000 pessoas desde a sua estreia, em 2000, a coreografia Entre o Céu e as Serras volta ao cartaz (55min). 10 anos.

Grande Teatro - Palácio das Artes (1 705 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Sexta (27) e sábado (28), 20h, e domingo (1º), 19h. R$ 12,00 (Sinparc).

Tango Nuestro Baile

Navir Salas Morales sobe ao palco e também dirige a apresentação de outros seis bailarinos de tango argentino (55min). 16 anos.

Teatro da Maçonaria (282 lugares). Avenida Brasil, 478, Santa Efigênia, ☎ 3213-4959. Quarta (25) e quinta (26), 21h. Teatro João Ceschiatti - Palácio das Artes (148 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Sexta (27) e sábado (28), 21h, e domingo (1º), 19h. R$ 15,00 (Sinparc).

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE