Teatro

Programação de teatro e dança para o período entre 24 e 30 de janeiro

- Atualizado em

› ÚLTIMO FIM DE SEMANA

A Erudita

Concebido inicialmente para o recital de formatura da atriz, cantora e multi-instrumentista Priscilla Cler, o musical dirigido por Antonio Hildebrando concentra-se na vida de uma cantora lírica que tenta se libertar das rígidas tradições da música erudita. No desenrolar da trama, que acaba por desmitificar a figura do músico, rompendo assim o estereótipo da cantora de ópera, Priscilla brinca com as diversas possibilidades de interpretação de sete composições. De Mozart a Debussy. Completam o elenco as atrizes Luciana Soares e Manu Pessoa (50min). 12 anos. Estreou em 7/5/2014.

Funarte (100 lugares). Rua Januária, 68, Floresta, ☎ 3213-3084. → Neste sábado (24), 21h, e domingo (25), 19h. R$ 10,00 (Sinparc).

✪✪✪✪ Prazer

Inspirado em fragmentos do livro Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres, da escritora Clarice Lispector, o drama conta a história de quatro amigos que tentam superar as inquietações e as angústias do cotidiano. Amparados pelo belo cenário concebido por Ed Andrade, com projeções do videoartista Eder Santos, os atores Cláudio Dias, Marcelo Souza e Silva, Odilon Esteves e Cláudia Corrêa arrancam risadas e lágrimas com um texto simples, ficcional, porém inundado de experiências autobiográficas (105min). 16 anos. Estreou em 11/10/2013.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1360. → Neste sábado (24), 20h, e domingo (25), 19h. R$ 15,00 (Sinparc).

› REESTREIA

Cabaré Vagabundo

No centro do musical de Antônio Hildebrando estão artistas fracassados que decidem criar o próprio espetáculo, o Cabaré Auriverde. Entre os personagens, o homossexual sensível e talentoso desprezado pela família, a atriz engajada que, para alcançar o sucesso, é capaz de trair qualquer ideal político, e o ator shakespeariano que trabalha como garçom para pagar suas contas. A montagem do Grupo Oriundo Teatro faz breve referência a espetáculos famosos como Hair, Jesus Cristo Superstar e Cabaret. Direção do autor (90min). 14 anos. Estreou em 9/3/2012.

Teatro Bradesco (613 lugares). Rua da Bahia, 2244, Lourdes, ☎ 3516-1360. → Sexta (30) e sábado (31), 21h. R$ 12,00 (Sinparc).

Comi uma Galinha e Tô Pagando o Pato

Nesta comédia, o veterano Carlos Nunes interpreta o presidiário Zé Antônio, narrando, com humor, como foi parar na prisão após roubar a galinha de estimação da filha de um deputado. Por causa do ocorrido, o deputado entra com projeto de lei em Brasília para transformar a galinha em animal sagrado no Brasil, assim como a vaca é na Índia (60min). 14 anos. Estreou em 15/10/2009.

Grande Teatro - Cine Theatro Brasil Vallourec (1 000 lugares). Rua dos Carijós, 258, Centro, ☎ 2626-1251. → Segunda (26) e terça (27), 21h. R$ 15,00 (Sinparc).

✪✪ Confissões das Mulheres de Quarenta

Quatro amigas atrizes quarentonas se reúnem para escrever uma peça teatral. Enquanto o espetáculo é produzido, elas são obrigadas a confrontar os próprios problemas e as angústias que surgem com a idade. Nada é muito surpreendente na comédia de Clarice Niskier e Domingos de Oliveira, que se esforça para ir além, mas acaba caindo na armadilha dos clichês. Direção de Ilvio Amaral e Maurício Canguçu (70min). 10 anos. Estreou em 20/4/2012.

Sala Juvenal Dias - Palácio das Artes (176 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Quinta a sábado, 21h, e domingo, 19h. R$ 15,00 (Sinparc). Até 13 de fevereiro. Reestreia prometida para quinta (29).

Os Exorcistas

Uma inocente menina possuída é exorcizada por dois padres que topam tudo por dinheiro. A comédia, protagonizada por Arielle Mansur, Cláudia Campos, Jordan Antunes, Ricardo Elias, Thiago Comédia e Tony Toledo, promete arrancar gargalhadas com referências ao clássico O Exorcista, de 1973 (80min). 12 anos. Estreou em 17/11/2006.

Espaço Cultural Phoenix - Fumec (305 lugares). Rua Cobre, 200, Cruzeiro, ☎ 2551-2237. Sexta e sábado, 21h. R$ 15,00 (Sinparc). Até sábado (31).

Maxilar Viril

Autor de As Veias Abertas da América Latina, o uruguaio Eduardo Galeano emprestou suas linhas à Maldita Cia. de Investigação Teatral para o grupo comemorar, em grande estilo, os seus dez anos de atividades. Inspirado no conto História do Lagarto que Tinha o Costume de Jantar Suas Mulheres, o drama investiga o mito da violência na tragédia contemporânea, adequando o contexto à sociedade atual. A montagem narra a existência solitária de duas pessoas: um filho meio homem, meio lagarto, e sua mãe protetora, tomada pela condição de últimos da espécie (80min). 18 anos. Estreou em 26/6/2014.

Centro Cultural Banco do Brasil (270 lugares). Praça da Liberdade, 450, Funcionários, ☎ 3431-9400. → Sexta (30), sábado (31), domingo (1º) e segunda (2), 20h. R$ 10,00. Bilheteria: 9h às 21h (qua. a seg.).

Relatório para uma Academia

O monólogo, baseado em um conto de Franz Kafka - com direção de Eid Ribeiro e atuação de Kimura Schetino -, narra a história de um ex-macaco que é convidado a relatar o processo de transformação pelo qual passou, durante cinco anos, até se tornar humano. Os efeitos no palco são minimalistas. Além de valorizar o trabalho da dupla, a ideia é ressaltar a condição de aprisionamento criada por Kafka em sua literatura (60min). 12 anos. Estreou em 14/6/2014.

Funarte (100 lugares). Rua Januária, 68, Floresta, ☎ 3213-3084. → Quinta a sábado, 21h, e domingo, 20h. R$ 10,00 (Sinparc). Até 15 de fevereiro. Reestreia prometida para quinta (29).

Sarabanda

Adaptado do último filme do cineasta sueco Ingmar Bergman, Saraband, o espetáculo conserva a estrutura da película e inova em matéria de teatro. Por opção dos diretores Ricardo Alves Junior e Grace Passô, os espectadores ficarão no palco, de frente para a plateia, enquanto os músicos se posicionarão no fosso da orquestra. A encenação é permeada por uma delicada reflexão sobre os desdobramentos da separação de Marianne (Rita Clemente) e Johan (Gustavo Werneck), os protagonistas do drama. Marina Viana e Rômulo Braga completam o elenco (80min). 16 anos. Estreou em 22/4/2014.

Grande Teatro - Sesc Palladium (1 321 lugares). Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ☎ 3270-8100. → Sexta (30) e sábado (31), 18h e 21h, e domingo (1º), 17h30 e 20h. R$ 16,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC.

✪✪✪✪ Till - A Saga de um Herói Torto

Em uma de suas mais famosas incursões pelo teatro popular, o Grupo Galpão diverte a plateia com a história de Till Eulenspiegel (vivido por Inês Peixoto), um típico anti-herói criado pela cultura alemã da Idade Média. O personagem é lançado ao mundo para cumprir uma aposta de Deus com o demônio. Na visão do capeta, se tiradas algumas qualidades do homem, o que sobra é a perdição. Não dá outra. Vivendo em uma Alemanha miserável do século XIV, em meio a guerras, peste, fome e frio, o espertalhão começa a sua saga de fanfarrices e artimanhas. Dirigida por Júlio Maciel, com texto de Luís Alberto de Abreu, a montagem revela as tradições folclóricas europeias, mas nem por isso os personagens destoam da rea­lidade brasileira. Pelo contrário. Além da música ao vivo, há referências ao circo e às tradicionais formas do teatro de rua, herdadas da commedia dell'arte italiana (90min). Livre. Estreou em 3/7/2009.

Grande Teatro - Palácio das Artes (1 705 lugares). Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, ☎ 3236-7400. → Quinta (29), sexta (30) e sábado (31), 21h, e domingo (1º), 19h. R$ 15,00 (Sinparc).

› EM CARTAZ

Abstinência: a Engraçada Greve da Indecência

Desde que se mudou para São Paulo, em 2004, o dramaturgo mineiro Carl Schumacher não parou mais de rodar, deixando o público mineiro órfão de seus espetáculos - a exemplo de Amor de Vampira e A Cama das Amélias. Pelo menos até agora. Inspirada em Lisístrata, de Aristófanes, sua nova comédia fica em cartaz até março no Ideal Café Teatro de Santa Tereza. Encarada como uma carnavalização da Grécia antiga, sem compromissos históricos ou realistas, nas palavras de Schumacher, a peça mostra em cena mulheres gregas em abstinência de sexo. O objetivo é pôr um fim à guerra do Peloponeso, que recai sobre os guerreiros de Atenas, Esparta, Beócia e Corinto (90min). 16 anos. Estreou em 27/11/2014.

Ideal Café Teatro de Santa Tereza. Rua Estrela do Sul, 126, Santa Tereza, ☎ 2555-5057. Terça a sábado, 20h, e domingo, 19h. Até 15 de março.

Caju e Totonho em: Vão Falar de Coisa Boa!?

Personagens comuns são interpretados de forma muito bem-humorada na comédia de Rodrigo Signoretti e Alfredo Vianna (75min). 14 anos. Estreou em 1/4/2004.

ItaúPower Shopping - Estacionamento 3º piso. Avenida General David Sarnoff, 5160, Cidade Industrial, Contagem, ☎ 3329-3000. → Quinta a sábado, 21h, e domingo, 19h. R$ 15,00 (Sinparc). Até 8 de março.

Madame Satã

Considerado o mais ilustre representante da contracultura brasileira, João Francisco dos Santos (1900-1976) - ou Madame Satã, famoso transformista que abalou o Rio de Janeiro nas décadas de 30 e 40 - inspirou uma série de filmes sobre sua vida. Entre eles, A Rainha Diaba (1974), de Antonio Carlos da Fontoura, e Madame Satã (2002), do cearense Karim Aïnouz, com Lázaro Ramos no papel principal. Sob a direção do carioca João das Neves, um dos fundadores do respeitável Grupo Opinião, em 1964, os atores do Grupo dos Dez estreiam sua versão teatral da história. Debruçados sobre a biografia do mito, os autores Rodrigo Jerônimo e Marcos Fábio de Faria dialogam com temas como a homofobia, o racismo e a homoafetividade. O drama tem tudo para entrar na lista das boas montagens derivadas do Oficinão do Galpão Cine Horto, projeto de reciclagem e aprimoramento de atores criado em 1998 (100min). 16 anos. Estreou em 23/1/2015.

Galpão Cine Horto (200 lugares). Rua Pitangui, 3613, Horto, ☎ 3481-5580. Quinta a sábado, 21h, e domingo, 19h. R$ 16,00. A bilheteria abre duas horas antes do espetáculo. Até 8 de fevereiro.

Perigo, Mineiros em Férias!

Um funcionário público frustrado com o seu trabalho poupa para levar a família a uma viagem de férias na praia. Ao chegar lá, porém, encontra uma dupla de hippies que, por desacerto, também alugou a casa para o mesmo período. A comédia de Rogério Falabella critica, com muito humor, os hábitos e preconceitos da classe média mineira (100min). Livre. Estreou em 4/11/1999.

Teatro do Colégio Santa Maria (420 pessoas). Rua Pouso Alegre, 707, Floresta, ☎ 3449-5500. Sexta, 21h, sábado, 19h e 21h, e domingo, 19h. R$ 15,00 (Sinparc). Até domingo (1º).

A Sogra que Eu Pedi a Deus

Um jovem casal planeja celebrar uma segunda lua de mel no Caribe, mas as férias são adiadas. Para piorar a situação, o apartamento da sogra entra em reforma e ela vai baixar de mala e cuia na casa dos pombinhos. Escrita por Wilson Coca, a comédia tem direção de Roberto Freitas (60min). 12 anos. Estreou em 17/11/2012.

Teatro da Maçonaria (282 lugares). Avenida Brasil, 478, Santa Efigênia, ☎ 3213-4959. Quinta a sábado, 19h, e domingo, 21h. R$ 15,00 (Sinparc). Até domingo (1°).

› DANÇA

Adriana Banana e Clube Ur=H0r

Interpretada por Adriana Banana e Raul Corrêa, a coreografia Memória explora o aspecto da aleatoriedade nos processos de recordação (180min). Livre.

Galeria de Arte GTO - Sesc Palladium (100 lugares). Avenida Augusto de Lima, 420, Centro, ☎ 3270-8100. → Neste sábado (24) e domingo (25), 19h. Grátis.

Grupo Folclórico Guararás

Toda sorte de manifestações folclóricas do Brasil são representadas no espetáculo Aquarela Brasileira, dirigido por Carlos Moreira (90min). Livre.

Grande Teatro - Sesc Palladium (1 321 lugares). Rua Rio de Janeiro, 1046, Centro, ☎ 3270-8100. → Neste domingo (25), 19h30. R$ 12,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a dom.). Cc: M e V. Cd: M e V. IC.

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE