Dia das mães

Oito programas para fazer com ela neste fim de semana

Neste sábado (9) e domingo (10), comemore o dia das mães divertindo-se com ela pela cidade

Por: Raíssa Pena - Atualizado em

O Lago dos Cisnes
'O Lago dos Cisnes': um dos espetáculos mais famosos do The Royal Opera House (Foto: Divulgação)

Almoço de dia das mães é mesmo uma tradição. Não tem como negar. Mas, este ano, que tal inovar na hora de celebrar com elas? Preparamos uma lista de oito programas para fazer neste fim de semana com a mamãe (ou com a família toda). Tem opções para todos os bolsos e gostos. Vocês podem, por exemplo, ver de graça a exposição de Kandinsky no CCBB, assistir a um balé transmitido ao vivo de Londres ou passar um dia inteiro no Vale Verde. O importante é divertir-se com sua mãe pela cidade. 

Confira a lista e programe-se.

  • O balé O Lago dos Cisnes, composto pelo russo Tchaikovsky em 1875, será exibido direto de Londres, em algumas salas da rede Cinemark. Trata-se da história de amor do príncipe Siegfried e de Odette, uma rainha transformada em um cisne devido à ação de um feiticeiro. A produção é de Peter Wright. O espetáculo tem três horas de duração, com dois intervalos. Dias 7, 9, 10, 12/5/2015.
    Saiba mais
  • A mostra é a primeira individual de Kandinsky no Brasil e a maior já realizada na América Latina. Além de xilogravuras e telas importantes do pintor, como os óleos No Branco e Dois Ovais e exemplares da série Improvisações, serão exibidos objetos da arte popular do norte da Sibéria (que tanto encantaram o artista), acessórios e vestimentas de rituais xamânicos do início do século e trabalhos de autores contemporâneos ao mestre que exemplificam o impacto do abstracionismo na produção artística mundial. Montada em cinco blocos, a exposição é uma imersão na cultura russa e no metódico processo criativo de um dos ícones da história da arte. No pátio interno foi montada uma instação interativa, baseada no óleo No Branco. É até divertido, mas nada que se compare a ver as obras legítimas de perto, no terceiro andar.
    Saiba mais
  • Baseado no livro homônimo de Claudia Tajes, roteirista da Rede Globo, o espetáculo A Vida Sexual da Mulher Feia narra dilemas da personagem Maricleide, interpretada por Otávio Müller, em meio à ditadura da beleza. Ao acompanhar relatos hilários de seu diário amoroso, a identificação do público é inevitável, o que faz com que a história se torne engraçada e, ao mesmo tempo, aguça reflexões. Ao final, descobre-se que mulher feia não é uma questão de aparência, mas sim um estado de espírito.
    Saiba mais
  • O mote da apresentação é o lançamento do disco Lá De Um Lugar, o quinto autoral do cantor desde que retomou a carreira solo. Pois é, já estão longe os tempos com o Hanoi Hanoi, que fez sucesso nos anos 80 com as músicas Rádio Blá e Totalmente Demais. No seu novo álbum, a praia de Affonsinho mantém a pegada pop e rock, mas com pitadas de blues e jazz. Prova disso é que o filho do músico, o baixista Frederico Heliodoro, famoso na cena jazzista da cidade, estará com ele no palco. Outra participação especial confirmada é da cantora Marina Machado.
    Saiba mais
  • Com uma câmera sanfona e algumas chapas de vidro, um modesto fotógrafo mineiro fez história nos anos 30. Dono de um estúdio em Diamantina, Assis Horta foi contratado para tirar as fotos 3x4 de milhares de operários de uma fábrica de tecidos que precisavam adquirir a então inédita carteira de trabalho. Com sensibilidade e primor técnico, ele produziu belos registros de pessoas que certamente eram fotografadas pela primeira vez. Assis conta que algumas gostavam tanto da experiência que voltavam com a família para pedir outro retrato. O fotógrafo e pesquisador Guilherme Horta (não, eles não são parentes) organizou esse extenso acervo em uma pesquisa vencedora do importante XII Prêmio Marc Ferrez de Fotografia, na categoria reflexão crítica. A preciosa coleção, que em 2013 foi exposta em Ouro Preto, ocupa a Grande Galeria do Palácio das Artes até domingo (7). São exibidos 200 retratos, que merecem uma visita demorada. Haverá também uma instalação que recria o estúdio do artista, com uma cadeira, um tapete e um fundo infinito pintado a mão, onde o visitante poderá se sentir fotografado como antigamente.
    Saiba mais
  • O primeiro filme reuniu um grupo de atores ingleses da terceira idade em aventuras e desventuras na Índia. Era uma simpática comédia com dramas e romances plausíveis, temperada em locações em Jaipur. Não havia motivo nenhum (a não ser o de caçar níqueis) para o longa-metragem ganhar uma continuação. Quatro anos depois, eis que surge O Exótico Hotel Marigold 2, com o mesmo elenco e a presença caça-mulherada do galã grisalho Richard Gere. Na nova trama, Muriel Donnelly (Maggie Smith) virou uma senhora mais amigável e ajuda o jovem indiano Sonny Kapoor (Dev Patel, numa atuação estridente e insuportável) a tocar seu hotel. Ambos voltam dos Estados Unidos com a esperança de unir o Marigold a uma rede hoteleira americana. Os velhos hóspedes de antes permanecem por lá. Evelyn Greenslade (Judi Dench), aos 78 anos, arrumou um emprego e está sendo paquerada pelo amigo Douglas Ainslie (Bill Nighy). O misterioso escritor Guy Chambers (Gere) caiu de amores pela mãe do proprietário (papel de Lillete Dubey) enquanto o ex-casal Madge (Celia Imrie) e Norman (Ronald Pickup) continua às voltas com amantes e pretendentes. São conflitos banais, muitas vezes tratados com infantilidade, para o ótimo elenco mostrar seu valor. Estreou em 7/5/2015.
    Saiba mais
  • Passar uma manhã ou uma tarde inteira com a família no Vale Verde é um ótimo programa. As opções para os pequenos incluem visitas ao viveiro de pássaros silvestres e a uma simpática casinha de gnomos, montar pôneis e se divertir no pedalinho. Para agradar também às mamães, o parque preparou atividades especiais neste domingo (10). A partir das 11h, vão rolar oficinas de flores com dobraduras, no espaço Bosque do Mestre, e de caixinha de bombom realizada no playground. Haverá também exposição de bonsais, festival de drinks e buffet especial no restaurante. Ah, as mamães que comemorarem o dia no parque ainda podem ganhar uma caipirinha de brinde. O pagamento do ingresso dá direito a participar das atividades.
    Saiba mais

Fonte: VEJA BELO HORIZONTE